Filtros de busca:

Gatilhos mentais: o que são e como usá-los no marketing digital

Como estratégia de marketing digital é fundamental que você entenda o que são gatilhos mentais, para que serve cada um deles e, principalmente, como usá-los para melhorar as estratégias, e consequentemente, os resultados das suas vendas.

Apesar do nome parecer uma palavra mágica, o termo não se coloca em prática sozinho. Assim, os gatilhos mentais são uma série de métodos fundamentados pela psicologia. Não se trata de manipulação! Todos os indivíduos, quando estimulados, apresentam reações em comum que os direcionam para determinada atividade.

Neste texto, você encontrará dicas de como usar os principais gatilhos mentais para vender e descobrir como fazer isso da melhor forma. A partir do entendimento de cada um deles, você estabelecerá como eles podem ser aplicados no dia a dia.

O que são gatilhos mentais

Primeiramente, o que são gatilhos mentais? São ações externas que visam tirar as pessoas de um percurso e/ou da zona de conforto. Esses estímulos são enviados diretamente para o cérebro.

Sabemos que nosso intelecto toma decisões influenciado por questões sociais e emocionais. Por isso, é importante ter cautela na utilização de gatilhos mentais, considerando que eles podem causar reações positivas e negativas.

Esses estímulos podem acarretar múltiplos tipos de sentimentos. Entre eles, desejo, confiança, felicidade, reciprocidade, ansiedade, entre outras sensações, dependendo de cada pessoa e do incentivo recebido.

Assim, podem despertar emoções e fazer com que a pessoa reviva momentos passados, fazendo com que ela, muitas vezes, sinta-se na obrigação de agir, às vezes, inconsciente e intuitivamente. Se por um lado isso pode ser considerado ruim, para o mundo dos negócios pode ser uma oportunidade de vendas.

Como usar gatilhos mentais para vender

Os gatilhos mentais para vendas são excelentes formas de ampliar e melhorar os resultados dos negócios, fazendo produtos e serviços chegarem até seus clientes. Afinal, as empresas podem atuar como condutoras para que consumidores tomem decisões inconscientes.

Para tanto, as companhias precisam entender como os consumidores são, em um contexto geral, ou qual é o comportamento comum de um determinado grupo. Por exemplo, no consumo ou não, de alguma marca ou serviço, conseguir criar gatilhos mentais, para efetuar vendas específicas, pode gerar mais resultados.

Uma das formas mais conhecidas e antigas de atingir clientes é a persuasão em vendas. Isso ocorre quando a empresa, conhecendo seu consumidor e público-alvo, consegue encontrar vias inconscientes para se relacionar com a sua clientela.

Com as técnicas de neurociência, treinamento ministrado por Thais Faria Coelho, da plataforma Niu Cursos, é possível aprender como usar gatilhos para aumentar as vendas, utilizando métodos eficientes e sutis.

Principais gatilhos mentais

Definir uma ação é o principal caminho para que os gatilhos sejam desenvolvidos e aplicados como técnicas de persuasão em vendas. Sendo assim, é interessante conhecer os principais caminhos que podem ser utilizados e seguidos. Conheça alguns deles:

Escassez

O gatilho de escassez está entre os mais usados nas estratégias e promoções de vendas. Isso porque os seres humanos sentem-se pressionados quando recebem a informação de que algo está acabando e, consequentemente, correm comprar.

No marketing de vendas, esse gatilho é utilizado para motivar as pessoas a anteciparem os processos de decisão da compra. Palavras-chave como “oferta limitada”, “restam apenas 2 unidades”, “poucos itens em estoque”, são muito utilizadas.

Exclusividade

Quem não gosta de se sentir único, não é mesmo? O gatilho de exclusividade desperta a sensação de que aquela oportunidade foi criada restritamente para um ou alguns (poucos) clientes.

Essa estratégia é muito usada em clubes de vantagens, por exemplo. São frases que despertam a sensação de privilégio no consumidor. Entre elas, “ofertas exclusivas para assinantes”, “faça parte do nosso grupo de benefícios”, etc.

Urgência

Um pouco semelhante com o estímulo de escassez, o gatilho de urgência desperta a ansiedade pela compra, pretendendo fazer com que os clientes não pensem muito na decisão de fechar negócio.

“A promoção acaba amanhã!”, “não perca tempo”, entre outros argumentos, são muito utilizados para impulsionar a decisão de alguém que já teve um contato digital com a marca — remarketing — ou de alguém que está visualizando aquela oferta pela primeira vez.

Prova social

Saber como foi a experiência de outras pessoas com uma marca, é basicamente um gatilho de prova social. Como pessoas que se relacionam com outras, sempre buscamos “referência” ao escolher um produto ou uma marca.

Exemplificando, quando alguém famoso ou querido por nós usa ou compra algo, somos subconscientemente influenciados a acreditar que aquilo é de confiança e, que para estar próximo da imagem daquela pessoa, consumir aquele item é uma prova que seremos socialmente aceitos.

Autoridade

O gatilho de autoridade é um dos mais utilizados por empresas que desejam conquistar a confiança e a credibilidade de seus clientes. A partir da conquista, eles começam a seguir e criar uma relação de fidelidade com a marca.

Esse gatilho permite que a pessoa fique mais propícia a escutar e seguir a empresa, que se credencia como uma autoridade no mercado em que está inserida. Entretanto, para alcançar esse ponto, é necessário trabalho, dedicação, inovação, conhecimento e claro, muito conteúdo.

Para ser uma empresa reconhecida em determinado mercado, é importante gerar conteúdo — blogs, redes sociais ou sites — com especialistas na área de atuação. Para aprender mais sobre gatilho mental de autoridade, a aula 25, do curso Engenharia da Persuasão, da Niu Cursos, decifra as principais formas de aplicá-lo.

Saiba mais sobre o assunto

Na Niu Cursos, é possível encontrar diversas especializações em que são explicados alguns gatilhos mentais específicos. Além de saber como eles podem ajudar a aumentar as vendas e levar clientes a consumirem ou conhecerem determinada marca. Acesse e conheça!

Compartilhe esse conhecimento:

Outros posts que vão te interessar:

Power BI: você está pronto para se tornar um expert?

Conheceu mais sobre BI e quer se tornar um expert no assunto? Então, o curso Power BI é ideal para você! Nele, você vai começar a entender tudo sobre esse recurso a partir do zero. Para aprender, o processo vai ser muito prático e, o melhor, cada aluno vai criar um projeto real!

Durante o curso, você vai conferir desde a criação e instalação do sistema até a elaboração e visualização dos projetos, aprendendo como criar um dashboard e colocar mais inteligência no trabalho da sua empresa.

Saia do zero e vire profissional

Se você for um entusiasta do assunto, trabalha em uma parte estratégica da companhia ou pretende trabalhar, o curso de BI é feito para você! Criado para quem não tem conhecimento prévio sobre o tema, este curso vai ensinar tudo e tornar você um profissional da área.

O curso de Power BI on-line aborda cursos essenciais para todos os projetos de Business Intelligence, como Power Query, construção de layout bem definido, utilização das ferramentas, tanto no computador quanto no smartphone.

Ao final do curso, você vai poder desenvolver projetos profissionais de sucesso. Seguindo todas as etapas ensinadas nas aulas, você vai poder se destacar no mercado de trabalho tanto como consultor quanto como funcionário estratégico para a empresa em que atua.